Sunday, February 16, 2014

Quando se cai neve duas vezes na mesma semana...

Semana passada, acabei ficando dois dias de cama por conta de um forte resfriado que causou-me 38 graus de febre. Felizmente não era influenza, mas que me deixou sem ânimo de fazer alguma coisa, isso foi. E na semana passada, todos os noticiários estavam avisando que dia 8 de fevereiro estava previsto nevar na região de Kanto.



A princípio, eu não acreditei, porque uma semana antes falou que ia nevar aqui e no fim deu que caiu uma chuva fina. Pois no sábado passado, dia que eu realmente folguei do trabalho, dei uma acordada logo de manhã e eis que deparo assim na entrada de casa.

Exatamente isso que vocês vêem: flocos de neve caindo. Isso eram oito e meia da manhã...




Eram onze horas da manhã e ainda continuava nevando. Forte. Ao ponto de acumular neve propícia para fazer bonecos de neve no estacionamento que fica aos fundos de casa. Entrar ou sair de carro aqui era missão quase impossível, mesmo usando correntes nos pneus.

E ficou assim o dia inteiro. No meio da noite, era possível ouvir o vento e a neve caindo (porque batia nos vidros das janelas), o que eu já sabia o resultado no dia seguinte. Fora que meu aplicativo do celular e na TV anunciavam acúmulo de neve e estradas e outros meios de transporte completamente parados.

Muitos vão me perguntar se eu estaria morando na região de Hokuriku ou Tohoku ou até Hokkaido. Depois que eu vi tudo isso de neve acumulada na porta de casa e nas ruas, eu estou custando a acreditar que moro na região de Kanto, onde raramente neva, e quando acontece, dura meio dia, não acumula tanto assim e logo derrete (e mesmo assim o trânsito vira um caos).










Daí o dia seguinte: ter que sair pelos fundos da casa (felizmente a varanda de casa dá pelo estacionamento e a porta não fica rente ao chão, o que facilitou a saída) para poder tirar a neve da entrada (as portas das casas aqui abrem pelo lado de fora, na intenção de facilitar a saída em caso de terremoto, mas acho que esqueceram no caso de neve acumular na entrada, porque nem forçando a porta abria).

E no domingo, raramente se viam carros patinando andando nas ruas. Transporte público, como ônibus municipais e intermunicipais, nem pensar. Trens só foram circular normalmente depois das cinco horas da tarde (antes disso, estavam com uma ou duas horas de atraso).


Mesmo com a neve do dia seguinte e recuperada da febre, fui no Big Sight Tokyo no Evento Family Comic 2. Detalhe: nos dias normais, a entrada do local era lotado de gente, mas a neve acumulou ao ponto de todo mundo dar a volta pelas laterais.

Daí que enquanto havia o degelo durante a semana toda, novamente os noticiários anunciando neve de novo numa sexta-feira, dia 14 (sim, aqui dia de São Valentim). Só que previsão para cair no final da tarde.

Achei que seria bem menos intenso do que da semana passada, mas parecia que não no momento que voltei para casa. Pra terem uma idéia, a neve começou a cair mais intensamente aqui por volta das três horas da tarde. Na hora que saí do trabalho, estava bem mais forte, já tinha acumulado uns cinco ou seis centímetros (o suficiente para que o trânsito começasse a ficar mais caótico do que geralmente fica). Resultado: normalmente, o trajeto trabalho-casa mesmo parando em alguns lugares, a gente leva uns 20~30 minutos de ônibus. Na sexta-feira, levamos DUAS HORAS!!!

 




Sim, novamente mais neve acumulando. Estava nevando tanto que nem parecia noite, e olha que as fotos foram tiradas às oito e tanto da noite!!!

No dia seguinte, perguntem se conseguimos ir trabalhar, com neve até o joelho, carros derrapando nas ruas, chovendo e ainda ter que tirar de novo neve na entrada de casa...

Eu sei que muita gente (especialmente muitos que moram no Brasil ou em lugares onde neve seria algo inexistente) vai me dizer que "neve é linda", "queria estar no seu lugar", "tá um calor do capiroto aqui, manda um pouco do frio pra cá", "como vocês reclamam do frio aí, vem enfrentar um calor de torrar e depois me digam" e por aí vai.

Confesso: gosto do frio, acho a neve linda, mas convenhamos que tudo em excesso (menos saúde), enjoa. Como eu estava comentando com uma outra amiga minha que mora em uma região que nevar é normal e o pior vem no dia seguinte: ter que acordar muito mais cedo do que precisa pra tirar a neve não somente da entrada da sua casa, mas ajudar o bairro inteiro (e você fica mal visto se não ajudar); sair de casa morrendo de medo de escorregar e acabar quebrando a perna; se depender de transporte, ter a linda notícia de que tudo está parado por causa da neve por medidas de segurança; sem falar da friaca do caramba e risco de recaída de gripe e/ou influenza por mais que você se cuide. Fora ainda o pessoal que precisa sair no meio da neve pra emergências.

Tá, muitos de vocês vão discordar de tudo isso que mencionei, mas eu gostaria que passassem um mês num lugar onde tenha muita neve, até o pescoço, que tenha que tirar a mesma junto com outros moradores do bairro em plena manhãzinha para poder sair de casa, que dependa de transporte pra poder ir em outros lugares, porque o calor infernal do Brasil eu sei muito bem como é, porque minha cidade natal é um verão quente, seco e abafado que nem ar condicionado suporta. Nem reclamo da neve em excesso e nem do calor em excesso porque estar mais de quinze anos no arquipélago, eu tinha mais que estar acostumada.

Fotos: da própria via celular mesmo.

4 comments:

  1. Neve é um transtorno, aqui algumas ruas estão interditadas, dá pra circular apenas nas principais e com muito cuidado porque está estreitíssimo. Prateleiras vazias nos mercados e conveniences.
    Já estou farta dessa neve, mas pela previsão tem mais chegando quarta ou quinta :(

    ReplyDelete
  2. Imagino o transtorno mesmo. Isso porque onde moro, como disse, neve era coisa rara.
    No ano passado nao cheguei a ver neve em Kanto, porque passei um mes em Gifu (aprendendo o trabalho la), e lá nevou horrores, o que era normal.
    E teve gente no FB que achou ruim comigo e com outra amiga minha (que mora em Nagano) dizendo que a gente reclamava de barriga cheia porque aqui estava nevando e no Brasil um calor de esturricar. Tá, mas vem acordar cedo e tentar ir ao trabalho debaixo de neve e com a mesma ate o joelho e ainda ter que tirar a dita cuja com a pá...

    ReplyDelete
  3. Ahhhh adorei as fotos! Pena que não consegui reconhecer o lugar auahuhuaa
    Poxa, só peguei neve uma vez e foi no ano passado... esse inverno não nevou na Inglaterra, nem pude me despedir rs... Mas se for te visitar aí não vou no inverno não rs
    Ainda prefiro o cantar das cigarras rs

    Kisu!

    ReplyDelete
    Replies
    1. A maioria é perto de onde moramos (na 16, perto da locadora).
      Se voce vier no verão, sabe como vai ser hahahaha

      Delete