Thursday, October 16, 2008

Todo mundo bloga. Até as plantas.

Eu tenho este sítio há quase dois anos (tive um outro, mas sumiu e perdi tudo), mas antes disso frequentava blogs de outras pessoas, lia, às vezes comentava, muitas vezes ficava só na leitura mesmo.

Gente famosa bloga. Gente anônima também. Plantas então...

Epa! Pára tudo! Eu disse plantas blogam?!

Navegando na internet, na página principal do Yahoo!, tinha um artigo chamado... "Salsinhas também blogam" e fiquei curiosa. Como uma planta pode ter um blog? Eu pensei que era uma pessoa que tinha uma plantinha de estimação e queria fazer um blog dedicado a ela, como muita gente faz de seu ídolo, de seu cachorrinho, de peixinho... Quando li o artigo, o negócio era sério.

Leia o artigo e frequente o site da Dona Midori (ou seo Midori, já que "san" é usado tanto pra homens ou mulheres, vai depender de que estiver lendo, e não esqueça de clicar na coluna da direita para dar luz para ela. Mas se souber bem japonês, leia a página oficial, pois a tradução, bem, seô gugol fica a desejar.


O layout do local e como funciona o sistema de Midori-san.

A planta gentilmente agradece se dar uma luzinha pra ela.

Agora, se a planta (ah, esqueci de dizer, é uma espécie que parece que só tem aqui, com folhas em forma de coração) manifesta seu estado de humor através do sistema desenvolvido por Kuribayashi, só estando lá pra ver mesmo.

Ah, sim. A planta fica dentro de um "Donburi Cafe" (donburi é um prato típico daqui e muito fácil e simples de fazer: numa tigela funda, temos arroz e por cima verduras, legumes, carne... o que você quiser. Do tipo, comida bem rápida, mas chique!) e fica em Kamakura (Província de Kanagawa), cidade histórica e turística.

Como a cidade fica ao lado de onde eu moro, em um dia desses vou dar uma passada nesse café e visitar a Midori-san. Pra acreditar também o negócio funciona? Também, né.

Leia mais sobre Midori, neste site. Está em inglês, mas parece ser mais levado à sério.

Falando em blogs, blogueiros e blogados, eis alguns blogs que a autora aqui recomenda (mesmo tendo alguns ao lado), e se deixar algum comentário, eles atenciosamente agradecem e não esqueçam de dizer que encontraram aqui (ou se me encontraram, favor citar a fonte, pois eu mando um agradecimento de volta. Viu como eu sou boazinha?).

Cafe Tres: De minha amiga de longa data desde o Brasil, Kazue, e só descobri que ela está a uma hora e tanto de minha casa quando consegui contato com o irmão dela. Já fez de tudo um pouco e agora tem uma cafeteria no coração de Setagaya (Tóquio) com direito a feijoada e pão de queijo e passando por doces artesanais, sem conservantes. Já fui e estou devendo uma nova visita, mas frequento o site dela que encontrei na busca do seo gugol. Está em japonês, mas os bolos e doces que ela faz são de encher os olhos e atiçar a Catarina.

Leo, Luria e Karina: Leo me aguenta todo santo dia (exceto quintas, sábados e domingo de minha folga) no trabalho, mantém o sítio dele regularmente atualizado, quando tem algo surpreendente e esquisito que acontece com ele e que pode acontecer com você também. Ora, coincidências acontecem, oras. Para ler without prejudice, a não ser que não goste de que coisas estranhas podem acontecer...

Luria é prima de uma grande colega de trabalho. Veio pra conhecer o país e sabe lá quando ela volta. Depois de um ano jejuando e contando fatos inusitados com grande bom humor, ela está com o seu sítio em dose dupla. Não falei que um ano ela ficou de jejum? Desde julho deste ano, ela continua aprontando - no sentido saudável da palavra - das suas com o marido Diogo a tiracolo. Um ótimo guia para casais em terras estrangeiras e saber conviver - com bom humor - as gafes do dia-a-dia.

Karina era uma jornalista de Minas que resolveu de mala e cuia ficar dois anos no Japão para conhecer melhor o país. Sabe a mesma história que eu também contava que eu ia ficar dois anos? Pois bem, os dois anos da Karina viraram quatro anos, e através de dois blogs dela, conta o dia-a-dia no país e seus costumes, estranhos e surpreendentes para quem não é descendente, como ela. Até o final do ano, ela estará no site comemorativo do Centenário. Depois ela volta no Meu Japão é assim... Só que eu comento no blog dela e ela responde, mas eu encontrar com ela pra trocar umas idéias que é bom...

The Daily Panic: Webzine sobre tudo sobre cultura, conselhos e avisos. Minha coluna favorita é "Ask Peter Tork", onde o ex-Monkees responde e-mails de pessoas comuns sobre tudo o que é assunto, principalmente sobre conselhos e comportamento (acreditem, de música quase ninguém pergunta), pois para quem não sabe, Peter passou por um tratamento contra o alcoolismo e se orgulha de ter superado esse problema e passa a experiência para outras pessoas.
Ah sim, ele é bom músico também (quando ele vem ao Japão com a banda de blues fazer alguns shows?).

No comments:

Post a Comment