Menu of the Emporio

Thursday, February 14, 2019

Masaharu Fukuyama - 50 Sai Matsuri 2019


Ninguém aí leu errado o título, pois é isso mesmo: o ídolo querido da autora que vos escreve completou no dia 6 de fevereiro, 50 anos de idade. E vai bem, obrigado.

Sunday, January 27, 2019

Que Cor será pintado o Amanhã?

Uma das coisas que não gosto de postar aqui no Empório, seriam notícias que na hora chocam a gente, fazem a gente chorar e depois a gente até tenta - a duras penas - aceitar. O duro que nessas horas nem eu consigo separar meu lado fã do meu lado pessoal e do meu lado blogueira nas horas que tenho tempo.

Quando um artista que a gente acompanha, gosta (e faz de tudo e mais um pouco pra ir em shows) desde o início de carreira, anuncia que vai entrar em hiato em tempo indeterminado, a gente acaba confundindo as coisas e pensa que vão terminar de vez. Mas hiato é pausa para descansar, pensar na vida e refletir, depois que voltar, quem sabe volta mil vezes melhor. (Mas o perigo é dar o hiato e depois anunciar que vai se retirar da carreira artística e sumir.)

Desde que passei a gostar muito mais de música na minha adolescência (do tipo, já comecei gostando de uma banda que tinha acabado quando eu nasci), eu já vi de tudo - banda nascer, banda terminar, banda perder membro, ganhar novos e por aí vai. A coisa não mudou quando vim parar no Japão - só que passei a acompanhar muito artista da j-pop (porque onde fui morar, quase nem tinha brasileiros, e as poucas que conheci, gostavam mais de j-pop que qualquer outra coisa).

Durante minhas duas décadas aqui, eu também já vi de tudo e mais um pouco, mas sempre achava que "ah, isso nunca vai acontecer com meus ídolos". Ledo engano.

O duro quando um artista entra em hiato por tempo indeterminado, é a volta - se ele vai ter a mesma recepção e carinho das fãs como antes, ou o pessoal acaba esquecendo e a pessoa desaparece de cena. Algumas exceções poderia citar, como a banda Southern All Stars (ficaram 5 anos em hiato e voltaram aos poucos, culminando a presença no palco do NHK Hall no Kouhaku Utagassen de 2018), a banda flumpool (cerca de dois anos literalmente sumidos e retornaram recentemente num live surpresa em Osaka), a cantora Hikaru Utada que ficou bons anos sumida (casou, teve um filho e separou) e lançou dois álbuns bem-sucedidos; Masaharu Fukuyama, que ficou dois anos sem aparecer na mídia nem na música (estudando fotografia) e quando lançou o single do retorno, foi tão bem recebido que até hoje dedica o final de ano para shows de agradecimento. Fora outros artistas que tiveram que interromper a carreira por motivos de saúde ou problemas particulares.

De 2016 pra cá, especialmente com grupos da JE, parece que alguma coisa está acontecendo - já vi grupo terminar de vez, grupo entrar em hiato (mas voltou, ainda bem), membro sair para levar outra vida, membro pedir demissão para não piorar a situação, membro pedir um tempo para estudar, outros por motivo de doença psicológica... (Menciono a JE no assunto porque já fui fã de um grupo e sou atualmente de dois, fora simpatizante de outros)

Eu tenho que tentar me convencer que hiato é uma pausa, um tempo para descansar, um tempo para dedicar para si mesmo. Na verdade, eu tenho que entender que cedo ou tarde essas notícias podem acontecer, mas o duro é estar preparado para isso. Mas fã verdadeiro é aquele que apoia e respeita as decisões de seus ídolos. E que, quando eles voltarem, receberemos de braços abertos.

... No meio das estações que estão passando, 
que cor será pintado o amanhã?
Se podemos confiar fortemente um ao outro
Então, que futuro colorido nos espera?

... Tentamos pintar um futuro brilhante
Mas parece que pintamos com muitas cores
Usando nossas patéticas experiências e cores de sonhos partidos
Vamos abrir a paleta e desenhar o amanhã mais uma vez
Ainda usando muitas cores, nunca voltará a ser branco
Mas tudo bem, vamos pintar o futuro com outra cor.

... Nós estamos aqui agora, brilhando porque vocês estão aqui
Nós cinco estaremos aqui, para sempre
Trocando tudo o que experimentamos até agora em poder
Quando nós te envolvemos em nosso amor inalterado, a eternidade surgiu
Olhe, a eternidade nasceu para eu e você

... Queremos dizer a vocês logo do que qualquer um
Então nosso sentimento chegará a vocês apropriadamente


Nós estamos esperando pelo seu "seja bem vindo de volta".

Tradução das letras do japonês/inglês - yarukizero @live journal
(na ordem - Ashita no Kioku, Aozora Pedal, 5X10, 5X20 e Tadaima)

Saturday, January 26, 2019

Alguns fatos do Sho Sakurai - Feliz Aniversário!!!



Dia 25 de janeiro, para quem é paulistano, é o dia da fundação da cidade de São Paulo. Agora, para fãs e simpatizantes do Arashi, é o dia que Sho Sakurai comemora mais um aniversário. Se bem que, na altura do campeonato, falar dele seria chover no molhado, já que ele aparece em vários programas de TV, newscaster, MC, garoto-propaganda de seguros, comida, cosméticos, comida, vitaminas, e eu já mencionei comida?

Friday, January 25, 2019

Lembrancinhas Temáticas (Parte 7 - Are You Happy? Fukuoka Yafuoku! Dome)


Chegamos na última parte da tour  do Arashi, "Are You Happy?", que foi de novembro de 2016 a janeiro de 2017, casa lotada e gente no primeiro dia do ano pedindo nos templos que seja sorteado para a próxima tour.

Thursday, January 24, 2019

Lembrancinhas Temáticas (Parte 6 - Are You Happy? Nagoya Dome)

Uma das coisas que eu teria que fazer enquanto eu estiver no Japão (mesmo porque nem eu sei quando eu voltarei em definitivo, sei lá, tudo pode acontecer), era conhecer outras províncias, especialmente Kumamoto, Hokkaido e a ilha de Shikoku inteira. Outras províncias também, mas como dependo de tempo (nos dois sentidos da palavra), só posso fazer uma coisa por vez.


A idéia de alguns ídolos colocarem na lista dos concert goods itens referentes à província onde farão eventos é muito boa. Além do pessoal conhecer melhor a cidade, embora muitos programas de TV daqui exploram o assunto.

Wednesday, January 23, 2019

Lembrancinhas Temáticas (Parte 5 - Are You Happy? Kyocera Dome Osaka)

Continuando a saga dos wallpapers temáticos da tour do Arashi em 2016~2017, "Are You Happy?", que começou em novembro de 2016 e terminou em janeiro de 2017, nos cinco Domes do Japão e contando mais três dias extras no Tokyo Dome.


Tuesday, January 22, 2019

Lembrancinhas Temáticas (Parte 4 - Are You Happy? Tokyo Dome)



Continuando com a saga das lembrancinhas temáticas em shows e turnês de gente conhecida, desta vez com o grupo Arashi, na tour de 2016~2017 "Are You Happy?".

Monday, January 21, 2019

Lembrancinhas Temáticas (Parte 3 - Are You Happy? Sapporo Dome)



Eu tinha feito uma postagem da parte 1 e parte 2 (que foi durante as summer tours do Kanjani Eito) mas a saga vai continuar enquanto der, eu acho.

Monday, January 14, 2019

Voltando ao Normal?

Estamos no meio do mês e ainda estou tentando ajustar em tudo aqui, desde este Empório até meu relógio biológico, porque quase dez dias de folga, tudo fica bagunçado.

Mas posso dizer que meus dez dias foram bem aproveitados, desde organizar metade da casa, desfazer de muita coisa inútil, desmontar revistas, e colocar parte dos doramas em dia, além de encontrar azamiga virtuais que agora se tornaram muito reais.

Semana passada voltei ao meu ritmo normal. Eu acho. Digo isso porque estou voltando pra casa mais quebrada que antes das férias, mas muitos dizem que até o corpo acostumar com o ritmo, pode levar alguns dias. Espero.

E que este ano ao menos eu consiga resolver, pelo menos, 50% do meu planejamento que fiz na agenda. Na verdade, nem faço mais planos, porque sempre acontece alguma coisa no meio do caminho e toma outro rumo. O básico, eu cumpro, mas outros planos acabam ficando pra trás ou acabo executando bem depois.

Se desta vez o que programaram no meu trabalho realmente der certo, a probabilidade de boa parte do que planejei vou conseguir fazer, vai ser de 70% ou mais. Mas depende de meu esforço também, isso é claro.


E lembrando que hoje, segunda segunda-feira de janeiro, é comemorado o Seishun no Hi ou Dia da Juventude, data em que jovens atingem a maioridade (aqui, a maioridade é 20 anos) e significa muito mais responsabilidade e conscientização para os jovens de hoje.

Imagem: Página do jornal Yomiuri Shimbun em colaboração dos 20 anos do Arashi, lembrando o dia de hoje (via twitter @korotan1206)

Sunday, January 13, 2019

[Mangá Time] Doukyonin wa Hiza, tokidoki Atama no ue



Sinopse: Subaru Mikazuki é um escritor de histórias de mistério bem-sucedido, mas ele tem um problema - detesta contato com humanos e seus melhores amigos são os livros. Um dia, quando foi ao cemitério, encontra uma gata e acaba adotando-a. A partir desse inusitado encontro, Subaru encontra inspiração para escrever uma nova história baseado em Haru, a gata.

Tuesday, January 01, 2019

あけましておめでとう。Feliz Ano Novo. Happy New Year.


Feliz Ano Novo para todos neste primeiro post do ano.

Nem farei listas de que devo ou não devo fazer, promessas que nem sei se darei conta de cumprí-las. Mas que compromissos do cotidiano terei que realizar, mesmo abrindo mão de outros. Ter foco nos objetivos e ficar menos estressada por ninharias.

Que tenhamos um pouco mais de empatia, e que possamos cada vez mais enfrentar as adversidades da vida. E união.

E que este ano vai ser cheio de desafios (como todo ano foi e vai continuar sendo). Mas conseguiremos passar por essas dificuldades.

Imagem: Group page Natsume Yuujincho no Yuujincho do FB.

Saturday, December 29, 2018

Postar ou Não no Instagram, eis a Questão (mas vai assim mesmo?)

ACTIVE G, Gifu Station.
Desde que aderi ao Instagram (em agosto de 2013, quando finalmente liberaram a versão android), tenho pra lá de 2000 fotos e postagem nada frequente, daquelas que só posto foto quando dá na telha e quando acho que vale a pena. Pra falar a verdade, muitas vezes penso enésimas vezes antes de postar e divulgar nas redes sociais, porque gente pra dar opinião negativa tem aos montes. Pode até que não comentem no seu feed, mas dão indiretas em outras redes sociais.

"Me deprime ver gente bem na vida"

"Todo mundo mostrando coisas que jamais terei"

"Coisa de gente podre de rica"

E aí vai...

Sigo gente que conheço (um pouco óbvio), postagens de comida, dicas de como otimizar sua agenda e trabalhos manuais, e se tiver gente famosa, duas e olhe lá. Mas nem por isso fico por baixo. Muito pelo contrário.
Todai-ji, Nara.

Quando vejo postagens de conhecidos, eu tenho mais é motivação de poder conseguir fazer alguma coisa para melhorar minha vida. Desde comprar um produto novo que poderá valer a pena (especialmente comida e cosméticos), até conhecer um lugar que nem os nativos sabem direito.

Costumo seguir muito as postagens de culinária (como o Tastemade Japan, Delish Kitchen e ABC Cooking, sites japoneses que mostram tutoriais de muitas receitas, desde os ingredientes até o preparo) e de como otimizar sua agenda (a maioria são também japoneses, como o Wakibungu e mt masking tape). Gente famosa no máximo três, e olha que as postagens nem são tão frequentes assim (pra terem uma idéia: antes do seu aniversário, Paul McCartney deletou todas as fotos em seu instagram oficial e postou sobre seu novo álbum "Egypt Station" e sua turnê mundial).

Falando em turnês, um dos temas que fico pensando antes postar é esse. Porque a gente sabe que vai despertar quase todos os sete pecados capitais de quem estiver lendo (menos a gula e a preguiça) e vai ler coisa que pode acabar com a pouca felicidade que temos.



Já cheguei a ler comentário no Twitter, dando indiretas para nós, um grupo de cinco a seis meninas que moram décadas no Japão, que não merecemos ir em shows e eventos porque dekasegi não se diverte e coisas do gênero. Na verdade, fico com pena de gente que pensa desta forma, porque nós moramos aqui, vivemos aqui, pagamos impostos como qualquer um, trabalhamos e isso nos dá o direito de ir em shows e eventos. Na verdade, em vinte anos aqui, eu já estou perdendo a conta de quantos shows e eventos que já fui, e quantas vezes eu fui ao cinema.

A péssima mania do pessoal "de fora" (e dentro também) achar que, só porque moramos no Exterior, a gente não pode ter um dia de folga pra esfriar a cabeça. Ou porque temos uma certa facilidade em ir em muitos lugares (bastam dinheiro e tempo) e aproveitar porque a vida é curta demais. Em outros casos, temos que ter muita sorte (mais conhecido como conseguir ser sorteada para ir em algum show, porque a capacidade dos lugares onde são realizados, se for 70 mil, é muito e isso depende do artista).

Por isso que muitas vezes eu posto depois que volto de um show ou evento, para evitar maiores constrangimentos e risco do mesmo ser cancelado em cima da hora. Sim, essas coisas acontecem.

Mesma coisa ocorre quando compro concert goods e até mesmo algo novo no aleatório. Já começa que os itens não são nada baratos, e ultimamente, eu compro o que realmente vou usar.

 

Em matéria de concert goods, tem de tudo e mais um pouco. E tem gente que não hesita em deixar metade de um rim nessas compras. Como não é o meu caso, itens que sei que vou usar e muito, acabei priorizando na hora de comprar, como a shopping bag que cabe a casa toda, e a blusa. Mas e o uchiwa? Penlight? O uchiwa tem algumas utilidades, como usar para se refrescar no verão e sinalizador quando você vai marcar encontro com alguém em shows. E o penlight ao menos, para mim, serve para achar a caixa de luz quando raramente cai a energia nesta casa e também para iluminar (em termos) quando volto para casa à noite.

Mini clear file do Triple-Nyanko Sensei, brinde para quem foi assistir o anime movie "Natsume Yuujincho".
Também gostamos de coisas lindas e fofas, eu tenho que admitir que nesse ponto eu sou um caso perdido. Mas também estou me contendo, senão acabo levando a loja toda. Então, se eu tiver um clear file (a famosa "pasta L" no Brasil), já me contento. Apesar que tenho um monte deles.

Porto de Nagoya, visto da passarela do Maker's Port.

Quando tem uma visão natural que vale a pena compartilhar para mostrarmos que ainda existe vida neste mundo, nem precisa parar pra pensar. Devo ter um monte de fotos que terei que organizar, pois existem lugares que fui que tenho que ficar procurando onde é que fica.

Castelo de Nagoya, primavera de 2018.
Num ponto, meio que desencanei da vida e quando vejo uma paisagem legal, algum lugar interessante, um objeto aleatório, estou eu tirando foto. Se vou postar, aí fico naquelas se valerá a pena.

Sabem, nem estou pensando mais nisso.

Fotos: todas da autora, via smartphone Fujitsu F-04 e F-01K

Friday, December 28, 2018

Feliz Natal Atrasado


Desejando a todos boas festas e muita paz no coração. Atrasado, eu sei, mas eu que estava ocupada mesmo, e já dando mensagem pra todo mundo de uma vez só.

Foto: da autora, no KITTE Nagoya.