Tuesday, March 03, 2015

Instagrando por aí... [6]

Ultimamente não ando postando como eu gostaria de fazer no Instagram, mas o pouco que consigo captar quando estou em meu dia de folga (ou não), gosto de querer compartilhar com os demais, porque, nunca se sabe se vai acabar gostando também.

A gente acaba postando aleatoriedades, ou algum desafio, que seja, mas cada imagem a gente acaba descobrindo seu significado que fica na lembrança. Mas confesso que sinto falta de montar albuns, ou seja, fotografar, revelar e pregar no álbum, e, se eu fizer isso com as fotos que andei tirando, haja tinta pra imprimir...


Recentemente fui para Yokohama, e de onde moro para lá, aconselho ir de ônibus intermunicipal. Se uma viagem de trem leva cerca de duas horas, de ônibus leva a metade do tempo, até mais (cerca de 50 minutos). Como temos o Aqua Line para encurtar o caminho, a gente acaba vendo paisagens como essa.

Ok, está meio escura porque tinha uma janela entre eu e a paisagem.


Quem pensa que eu não me cuido, ledo engano. Costumo comprar produtos naturais para hidratar a pele, cuidar dos cabelos e da minha saúde. Chega a primavera, junto chega o kafunshoo (polinose) e eu sofro com isso anualmente. Por mais que eu me cuide, não tem jeito, então, pra amenizar as crises, uso colírio próprio para diminuir a coceira nos olhos, descongestionante nasal e, recentemente, descobri um creme que promete bloquear a entrada de polen via fossas nasais. Mesmo assim, eu não deixo de usar máscara. O creme - Ohana no baria - é de uso pessoal e intransferível, pois você aplica o creme diretamente do tubo para a entrada das narinas. O aroma de lavanda é agradável, pelo menos para mim deu uma melhorada. Mas tenho que aplicar cinco vezes no dia.

Fazem três anos ou mais, não lembro, que eu uso os produtos da marca inglesa LUSH, feitos com produtos naturais e testados em seres humanos (eles são dermatologicamente corretos). O creme de limpeza facial "Angels on Bare Skin" para mim deixa a pele naturalmente seca (no inverno ela fica extremamente seca, chegando até a descascar) e macia. Um pote pra mim dura um mês e olha que uso duas vezes no dia. O xampu em barra "Soak and Float" cheguei a comentar aqui: eu tive um problema de xampu e condicionador que me causou caspa e coceira. Passei a usar esse xampu (resenha no blog Clube do Necessaire) e o resultado foi excelente. Não se assustem com o cheiro, no cabelo não fica.



Momento gastronômico: é sair com azamiga que dá nisso - termina ou começa sempre com comida. Desta vez, fomos no IKEA de Minamifunabashi (ao lado da loja de departamentos Lalaport Tokyo Bay) e confesso que eu exagerei. Mas compensa e vale a pena. Mais uma ida e farei uma resenha sobre o lugar (porque ir na hora do almoço de domingo, é uma catástrofe).


A vida é dura, talvez feliz - quem assistiu a série "PIKANCHI", estrelado pelos cinco rapazes do grupo Arashi, sabe o quanto a juventude é a melhor fase da vida mas também a mais sem vergonha. No terceiro (ou 2.5) filme da série, os cinco jovens moradores do megaconjunto habitacional Yashio, se reunem por um motivo muito especial. Mas antes, relembram o que fizeram durante os oito anos que estiveram longe um do outro. O filme passou somente em cinco lugares no Japão, e quando saiu o DVD/Blu-Ray, foi logo sendo o mais vendido da semana.

Quem comprou a edição especial, um DVD bonus contendo comerciais, os bastidores das filmagens (que levou um mês para ser feito), embalagem especial, booklet com pop up (como na foto). Aconselho assistir os dois primeiros filmes senão vai entender metade da trama (porque traz flashbacks e cenas dos filmes anteriores).

Sem falar do marketing que normalmente a maioria dos filmes e doramas costumam colocar no meio da história (forma discreta de divulgar o produto da marca que patrocina e/ou o artista faz comercial), como os eletrodomésticos que Chu vende na loja YodoCherryBic e a operadora de celulares que os cinco utilizam (inclui a marca do aparelho, que aparece na maior cara de pau).

Pra descontrair, vale a pena.


A rede de cafeterias Starbucks mensalmente traz seus produtos sazonais. Um dos que faz maior sucesso, é o Sakura Frappuccino e Sakura Latte. Desta vez, os copos vêm decorados com pétalas de cerejeira e seus produtos - mug cups, tumblers e garrafas térmicas - idem.

O chiffon cake de sakura faz sucesso: macio e fofo e com sabor de cereja. Pena que é limitado e dura pouco (condiz com as cerejeiras: sua floração dura pouco também).



Goods limitados do Daikanshasai do Masaharu Fukuyama a venda durante a exibição do Fuyu Daikanshasai sono 14 ~ Hotel de Fukuyama III nos cinemas. Na Toho Cinemas que fui, em Minamifunabashi, metade de uma prateleira era dedicada aos goods que foram vendidos nos locais onde ele fez os concertos. Desde bags, toalhas, até acessórios que usam em hotéis, como necessaire, mascara para dormir e meias.

Se eu soubesse, eu teria me preparado financeiramente, porque a necessaire é simples, mas muito bonita (acabei comprando foi a bolsa).

Ah, sim. Fui no live viewing que foi exibido na maioria dos cinemas do Japão em tempo real.


Por do sol em Kisarazu. Muito difícil eu fotografar algo após a saída do trabalho, mas essa visão achei interessante e ...


Obento box que comprei. Preciso parar de comprar o guardanapo só pra fazer conjunto, porque eu tenho mais de meia dúzia e uso dois. E nem tenho mais o bentobako do conjunto...


Brooklyn Jar, Mason Jar, vidro de azeitona, palmito, que seja. Esse eu comprei na promoção da Mister Donut - compre o jarro + dois donuts = beba o que quiser, coloque salada de sua preferência, use como pote de geléia (já que vem duas tampas - um com furo para colocar  o canudo que vem junto e o normal), o que sua imaginação permitir.

"Ah, mas é modinha". Que seja, mas pelo menos eu tenho um pote a mais para guardar as conservas e geléias que de vez em nunca costumo fazer.


Nos meses de janeiro e fevereiro, aos sábados, a famosa ponte Nakanoshima Ohashi foi cenário para um festival dedicado aos namorados e casais. Na verdade, a ponte era conhecida como "a ponte dos namorados" e, devido ao Valentine Day chegando, fizeram um evento especial. Na estação de Kisarazu, fizeram um lugarzinho para quem quiser tirar foto...



Na estação de Kaihin-Makuhari (linha JR Keiyo), além da loja de importados KALDI, tem uma livraria e cafeteria para matar o tempo enquanto espera o trem. A rede de conveniência Newdays, junto com a livraria Mirai, além de vender comida e livros, temos a parte de papelaria e decoração de interiores. Quem quiser levar uma lembrancinha de última hora, temos a parte de suculentas, plantas para espaços limitados, produtos de aromaterapia, etc.

Aquelas que até hoje fica enrolando para comprar algumas mudas de especiarias para a cozinha.

Wednesday, February 25, 2015

[Promotion Video] "When We Was Fab" ~ George Harrison (1987)



"Cloud Nine", álbum de 1987 do ex-Beatle George Harrison, marcou a volta do guitarrista da banda de rock mais famosa do mundo após um hiato de cinco anos - estava decepcionado pelo fracasso de crítica do álbum anterior, "Gone Troppo". O álbum traz Harrison em boa forma, mais rock do que temas orientais (como ele tinha feito nos álbuns anteriores), com uma pitada de humor e até lembrando dos bons tempos dos Beatles.

"When We Was Fab", segundo single lançado do álbum, é uma reflexão nostálgica de Harrison remetendo aos tempos da Beatlemania. "Fab" seria o diminutivo de "The Fab Four" ou "The Fabulous Four", como os Beatles eram conhecidos no início de carreira. A música possui um clima psicodélico circa 1967, com uso de cítaras, cordas e efeitos de fitas gravadas de trás pra frente, bem estilo que os próprios Beatles faziam nessa época. E a letra menciona trechos de músicas dos Beatles - "take you away" era de "Magical Mystery Tour", por exemplo.

O music video, dirigido por Godley & Creme (dupla famosa, que começou como duo musical, nos anos 80~90 por terem criado vários music videos de muitos artistas conhecidos, sendo pioneiros na arte de morphing - técnica usada para modificar o rosto de um artista via computação gráfica), traz Harrison tocando guitarra e, conforme a situação, outro par de mãos aparece de dentro dele, seja cometendo alguns delitos, seja prendendo, seja interagindo.

Curiosidades:



- Ringo Starr, baterista, co-atua como assistente de Harrison e interage com o músico (trazendo um violoncelo, carregando um teclado, um tímpano e tocando bateria).

- Jeff Lynne (ex-Electric Light Orchestra, que produziu o álbum de Harrison) aparece tocando violino cujo braço vai se esticando até chegar com outro músico.

- Elton John (também participou nas gravações do álbum, no PV está irreconhecível) aparece na parte em que coloca uma moeda na caneca e tem sua carteira furtada.

- Julian Lennon (filho de John), aparece carregando o álbum Imagine, mostrando a contracapa.



- Paul Simon (da dupla Simon and Garfunkel), aparece empurrando um carrinho de frutas.

- Na época, houveram rumores de que Paul McCartney também estaria no vídeo (na segunda parte da música, onde aparece uma morsa tocando baixo pra canhotos). Em uma entrevista, Harrison confirmou o boato, mas disse que "Paul estava tão acanhado em aparecer em frente às câmeras no dia em que gravamos o vídeo, que ele preferiu ficar com a máscara da morsa". Podemos dizer que, em um estrofe da música "Glass Onion", John Lennon dizia "Agora vou dar uma pista para vocês todos/ A morsa era o Paul".


- Logo no começo do vídeo, George aparece rapidamente com o traje que usou na capa do álbum "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band". Inclusive, na edição especial do single, traziam encartes especiais, incluindo uma foto do Beatle com o uniforme e tocando uma de suas famosas guitarras - a Fender "Rocky" Stratocaster, que usou no PV de "I Am The Walrus" (1967).


O vídeo recebeu seis indicações para o MTV Video Music Awards de 1988.

Nota da autora: uma pequena homenagem ao Beatle George Harrison que, caso estivesse neste mundo, completaria 72 anos. Mas seu legado será sempre lembrado.

Fontes: Wikipedia Japan, MTV Awards 1988.

Imagens: via YT (mas qualidade meio a desejar...)

Wednesday, February 18, 2015

Daikanshasai ou "Agradecimento por terem me esperado por muito tempo"


"Daikanshasai" (大感謝祭) ou literalmente "Grande Festa de Ação de Graças" só ouvi falar por causa do concerto de final de ano que o cantor, compositor, produtor, ator, fotógrafo (e tudo mais um pouco) Masaharu Fukuyama realiza desde 1998.

O motivo que ele realiza esse concerto de final de ano - que em 1998 começou no Yokohama Arena, e desde 1999 realiza no Pacifico Yokohama - foi quando, em 1996 resolveu dar um tempo em suas atividades musicais (para se dedicar a fotografia), mas manteve seus dois programas de rádio (eram aos finais de semana) e, em 1997, na segunda temporada de "Hitotsu Yane no Shita", apareceu muito pouco. Quando voltou às atividades musicais, em abril de 1998, com o single "Heart/You" (foram temas do dorama que protagonizou no mesmo ano, "Meguri Ai"), teve boa recepção pelo público e o álbum "Sing a Song" teve boa colocação na Oricon. Isso porque Fukuyama ficou dois anos e meio sem lançar um single sequer e quatro anos sem um álbum de inéditas (e tem gente que reclama que seu artista favorito fica dois meses sem lançar nada).

Em agradecimento aos fãs que esperaram pacientemente pela sua volta ao cenário musical e o acolheram com muito amor e carinho (porque aqui a maioria é assim: artista que fica muito tempo fora do cenário musical, quando retorna, a recepção ou é fria, ou calorosa ou acaba esquecendo que ele existe), em 1998 Fukuyama mandou ver: álbum original, mais um single ("Peach!!"/"Heart of Xmas"), uma turnê nacional que durou dois meses, em 28 lugares (o "WE'RE BROS. TOUR '98 - LIKE A HURRICANE -"), e o show de fim de ano em agradecimento aos fãs, o "Fuyu no Daikanshasai", que fez nos dias 30 e 31 de dezembro no Yokohama Arena, com direito a presentinho aos fãs.


A partir de 1999, Fukuyama realizou quase os Daikanshasai no Pacifico Yokohama (porque no final do ano, o Yokohama Arena geralmente é usado por outros artistas também), exceto em 2002 quando ele fez o concerto em novembro, e em dois lugares - Yokohama Arena e Osaka-jo Hall - e, em 2003 no Yokohama Arena. Devido aos vários trabalhos que teve que fazer durante os anos de 2005 e 2006, não foi possível realizar o evento (tinha feito uma turnê nacional e vários comerciais e colaborações com outros artistas), mas em 2007 - impulsionado pela bem sucedida turnê do álbum "5 nen mono" - voltou a realizar o Daikanshasai. E não parou mais.

Por ser realizado em lugares de pequeno porte (capacidade de 10 a 15 mil pessoas) e poucos dias (eram cinco dias, estendeu-se para dez e em 2014 foram 24 apresentações em 7 lugares), os ingressos esgotavam logo que abriam a venda para o público (porque fã clube já garantia o seu). O sucesso foi tanto que, no último dia que se realizou o Daikanshasai, dia 15 de fevereiro de 2015, no Sekisui Haimu Super Arena em Sendai (Miyagi-ken), o show foi transmitido ao vivo pelo canal pago WOWOW, nos cinemas em todo o Japão, em Hong Kong e Taiwan, em tempo real.


Consegui assistir o show via live viewing, porque foi a última alternativa que consegui, já que (ainda) não faço parte do fã clube (*apanha*) e não consegui pelo site e-plus, que vende os ingressos para o público em geral. Embora não seja a mesma coisa que estar vendo no estádio ou arena ao vivo e em cores, é uma boa alternativa para quem não conseguiu ingresso pro show ao vivo no local. O duro é quando nem pro live viewing consegue e tem que esperar sair em DVD.

O repertório do Daikanshasai difere um pouco das turnês "WE'RE BROS." que ele realiza. Ele costuma incluir músicas que quase nem interpreta em shows (especialmente se forem dos primeiros álbuns), faz arranjos diferentes e capricha nos solos de guitarra. Obviamente não pode faltar "Sakurazaka", seu primeiro one million seller single e se ele não incluir nos shows, ninguém deixa ele ir embora.

Dá a impressão de ser um concerto mais informal, sem muitos aparatos. O palco fica no centro, e o telão, de forma circular, permite visão de quase 360 graus na arena. E também Masaharu consegue ir nos quatro setores do local, graças a posição do palco.



O que foi diferente no "Fuyu no Daikanshasai Sono 14" deste ano:

- O show foi realizado em sete lugares diferentes - Shizuoka, Ehime, Hiroshima, Yokohama, Niigata, Fukui e Sendai - começou no dia 20 de novembro de 2014 no Shizuoka Ecopa Arena e terminou no dia 15 de fevereiro de 2015 no Sekisui Haimu Super Arena, em Sendai.

- No Pacifico Yokohama (situado em Yokohama, Kanagawa), teve dois shows especiais - no dia 23 de dezembro somente para homens e no dia 24 de dezembro somente para mulheres. (No dia 31 de dezembro, o show começou mais tarde, as 23 horas devido ao countdown da virada de ano que ele costuma fazer, incluindo uma apresentação para ser transmitido durante o Kouhaku Utagassen)

- No dia 15 de fevereiro de 2015, último dia do Daikanshasai, foi transmitido simultaneamente para várias salas de cinema em todo o Japão, pelo canal pago WOWOW e nos cinemas de Hong Kong e Taiwan (as duas cidades em que ele fez shows pela primeira vez na turnê "HUMAN"), através do sistema de live viewing. As legendas estavam em japonês e chinês.

(Ok, não era a primeira vez que o Daikanshasai era transmitido através de live viewing, mas para Hong Kong e Taiwan era...)

Nos intervalos das apresentações, além da famosa "pausa para conversar com o público", algumas historinhas a respeito do artista e motivo de existir o Daikanshasai (narrado em espanhol, acreditem!).

E uma narração do ator Takeru Sato, ator que interpretou o hitokiri battousai Kenshin Himura na trilogia "Rurouni Kenshin", contando sobre os trabalhos que Fukuyama fez durante o ano de 2014 - desde a gravação do álbum "HUMAN", a turnê que além de ter sido a primeira vez que ele fazia o famoso 5-Dome Tour, incluiu Hong Kong e Taiwan na rota, passando por ter feito uma ponta no filme taiaunês "You Light Up My Star" (inclui aí a versão em mandarim da música "Akatsuki") e uma participação no segundo filme da série "Rurouni Kenshin" ("Rurouni Kenshin: Kyoto Taika-hen", como o "homem misterioso") e no terceiro "Rurouni Kenshin: Densetsu no Saigo-hen", como Seijuro Hiko, com direito a cenas de ação e making of.

Nota: Takeru Sato é da mesma agência que Fukuyama pertence, a Amuse Inc.

E, por ser o último dia, sempre tem alguma surpresa - este ano, quando Fukuyama completa 25 anos de carreira musical, três anúncios:

1. Concerto de dois dias no Yanmar Nagai Stadium, em Osaka (dias 1 e 2 de agosto);

2. Concerto de dois dias no Nissan Stadium, em Yokohama (dias 8 e 9 de agosto);

3. Concerto de dois dias no Inasayama Koen, em Nagasaki (dias 29 e 30 de agosto).

Uma forma de comemorar 25 anos de carreira bem sucedida (se o Estádio Olímpico não estivesse fechado para reformas, a probabilidade de Fukuyama fazer concerto lá era de 50%. Os 50% restante só se fosse muito azar mesmo *foge das pedras*)

Imagens: site oficial

Fontes: wikipedia japan, amuse inc, site oficial

Sunday, February 15, 2015

Dias Cinzas que aos poucos viram Coloridas

O que vou comentar aqui, vai doer muito mais em mim do que quem estiver lendo. Mas ressalto que, as opiniões que eu tenho, não influem na opinião alheia e vice versa.

Monday, February 09, 2015

Doujinshi

Big Sight Tokyo, local onde acontece anualmente os eventos Comic Market, Comic City e alguns menores. Mas vive lotado de gente para visitar, expor e até cosplay. Esta foto foi do dia 28 de dezembro de 2014, onde teve a 87a edição do Comic Market (muitos falam "evento de inverno").


ALERTA: PODE TER CONTEUDO MUITO SENSIVEL PARA PURISTAS. SE O/A LEITOR/A FOR, ENTAO NEM LEIA O RESTO!!

Agora, se você não tá nem aí, de cabeça feita e que o resto se exploda, pode seguir em frente.

Saturday, February 07, 2015

Aborrecimentos, Indignações e Pontos a Refletir

Não é costume eu ficar postando minhas queixas, reclamações e tudo o que se refere a mimimi da vida aqui no Empório, mas de um bom tempo pra cá, estive pensando no que aconteceu até agora e, bem, vamos lá...



Friday, February 06, 2015

Quarenta e seis

[ATENCAO!!!! FANGIRL RED ALERT SWITCHED ON!!!]


Dia 6 de fevereiro, o cantor, ator, músico, compositor, fotógrafo, comentarista, radio personality, produtor, e tudo mais um pouco Masaharu Fukuyama completa mais um ano de vida.

Sunday, February 01, 2015

Dez filmes/j-doramas protagonizados por Sho Sakurai



[FANGIRL DETECTED!!!] Postagem especial de aniversário (bem atrasado, por sinal...)!

Dia 25 de janeiro, o cantor, ator, apresentador, newscaster, economista e idol Sho Sakurai completou mais um ano de vida! Espera, eu mencionei ator?

Friday, January 30, 2015

[Discoteca do Empório] Albuns que ouço completo, deixo no repeat e no looping infinito


Todos nós possuímos aquele álbum que consideramos o "favorito", "perfeito", aquele que a gente ouve diversas vezes e não cansa, e nem pula faixa. Algumas pessoas chegam até a ter mais um álbum extra por segurança.

Sunday, January 11, 2015

Sobre o Kouhaku Utagassen

Vitória do Shirogumi (time branco, formado predominantemente por homens) no 65a. Edição do Kouhaku Utagassen - essa cena não foi ao ar no final do programa (mas em muitas redes sociais, sim) em que os cinco membros do grupo Arashi (que representou o Shirogumi) seguram o estandarte contendo TODAS as faixas das 65 edições do evento (foto: via twitter, créditos na mesma)


Vou procurar não me estender muito no assunto, porque isso vai dar muito pano pra manga até o próximo evento.

Saturday, January 03, 2015

Thursday, January 01, 2015

Feliz 2015!!!

Imagem via Oricon Style via Twitter

Eu deveria ter postado isso na virada, programado, whatever, mas o mais importante é desejar um ano bom independente se aqui no Japão estamos quase na hora do almoço ou no Brasil já está todo mundo comemorando ou em algumas regiões o ano de 2014 ainda nem terminou (#acontece #coisasdavida).

Que este ano novo que chega, faça com que as pessoas transformem em um ano melhor para elas mesmas.

Como disse um amigo meu no Twitter: "Você só tem um ano bom, quando VOCE faz o seu ano bom. (...) Se acha que seu ano foi uma droga, então no próximo ano procure ver o que fez de errado e não repetir as mesmas mancadas."

Seja como for, que este ano novo traga para todos um ano de paz, de realizações, de paciência, felicidade, tolerância, preserverança, alegrias, coragem e todas as coisas boas que desejamos todo ano e esperamos que consigamos cumprir, porque, cada ano que passa, dá vontade de desistir da humanidade, mas sempre no fundo da caixa de presente tem a esperança.

By @coto5x5 via Twitter

Este ano é o ano do Carneiro, e as pessoas que nasceram neste signo, tendem a serem calmas, intelectuais, procuram a beleza estética e são criativas, possuem boas maneiras, compaixão e prudência. Mas elas podem ser pessimistas e distraídas, inseguras e indecisas.

Portanto, tentemos manter a calma e paciência, manter nosso ritmo normal e não hesitar diante dos problemas. Que possamos agir mais e reclamar menos. Certo que nós temos um lado cheio de mimimi, mas que não exageremos nisso. Isso se aplica a mim também.

Que sejamos mais tolerantes e pacientes nas redes sociais.

Não curtiu? Ignore e seja feliz.

Não concorda com o ponto de vista da pessoa? Mostre o seu de forma civilizada e deixa pra lá.

Curtiu? Dê apoio para a pessoa desde que seja algo de útil para o resto da sociedade.

E lembrando mais uma vez: quem faz seu ano melhor ou pior é você.