Thursday, July 10, 2014

10 Motivos que (acho que) dei para não gostarem de mim...

... e isso dói na alma...

Pode soar pra lá de estranho, mas acredito que ninguém nunca parou para pensar em fazer uma auto análise e criticando a si mesmo(a). De muito, mas muito tempo para cá, comecei a perguntar a mim mesma por qual motivo eu tenho a proeza de espantar as pessoas. Sério. Pode não parecer, mas eu sou uma pessoa de difícil trato, daquelas que, se quiser vir falar comigo, venha devidamente protegido. E o ruim disso é que acabo sendo muito bem vista pelos outros (SQN). Mas até não entendo como eu ainda tenho contas em redes sociais...

Wednesday, July 09, 2014

A Copa e Eu


Sugestão de atacantes, meio-campistas, zagueiros, laterais para a seleção japonesa em 2018. Não, pera...

Sendo sincera: estou acompanhando as notícias da Copa do Mundo no Brasil via Twitter, apesar de que todos os jogos do evento estão sendo transmitidos em todas as emissoras japonesas (em sistema de rodízio, claro). Mas desde 1982 eu não consigo acompanhar sequer uma partida completa.

Tuesday, July 08, 2014

11 Coisas Suburbanas que Eu admito que faço



Um dia desses, dando uma rápida olhada nos feeds do feicebook deparei-me com um link muito interessante que apareceu na minha timeline, mesmo porque lá eu somente publico os posts deste pobre mas limpinho Empório e do Omedetamaki, e entro só pra ver se tem alguma notícia boa do Paul, se alguém postou alguma foto linda do Sakurai, se no Instagram os meus amigos postaram fotos interessantes como sempre, as dicas da Lominha e página da JStorm Station, porque o resto... bem, deixa quieto.

Sunday, July 06, 2014

72 X 31

AVISO: Este post não é pra ser levado a sério, porque sei que muitos odeiam comparações, mas apenas alguns fatos que coincidiram e seria interessante compartilhar para quem gosta (ou pra diversão mesmo)!!!

Porque se não gostar, basta clicar naquele "X" que fica no canto superior direito da telinha.

Mês de junho, além de ser aniversário do digníssimo que torna-se versão 5.0, festas juninas (mandem-me paçoca, pé de moleque, quentão, vinho quente e pipoca que eu fico muito feliz), aniversário da minha cidade natal, Corpus Christi, aniversário da imigaração Japonesa no Brasil, inicio de verão no Hemisfério Norte, início de inverno no Sul, época de chuvas aqui no Japão, mês que costumamos dizer que "caramba, o ano já está terminando", pelo menos duas pessoas muito conhecidas completam mais um ano de vida (pelo menos conhecidas entre quem me conhece, se me entenderam).

Monday, June 16, 2014

Quando o assunto da maioria torna-se de um só...

Muitas vezes, quando um determinado assunto surge em uma roda de amigos (ou qualquer lugar que envolva um grupo de pessoas), a maioria presta atenção, e obviamente, sempre tem uns "gatos pingados" que nem está nem aí, ignora e/ou dorme no meio. 

Wednesday, June 04, 2014

Friday, May 23, 2014

[Editado] Imprevistos acontecem... (ou: Como lidar com (mais uma) frustração na vida)

Via @Snoopy no twitter


Segunda-feira, 19 de maio de 2014, oito e tanto da manhã antes de começar o martírio... ops, trabalho...


Saturday, May 17, 2014

He's Back!!!

Say "Tadaima!!" for the people, Newman!!!

(Só gostaria de saber como o pessoal sabe a hora exata dessa gente chegar no aeroporto e ficar esperando rs)


Sunday, May 04, 2014

Experiências Culinárias: Frango a Passarinho Especial (特製☆鶏から揚げ)


Sempre achei que karaage era a tradução do nosso famoso frango a passarinho, mas depois que fui procurar algumas receitas a respeito, fui saber que o correto seria "tori karaage"!!! Karaage na verdade, seria uma técnica de fritura de vários alimentos, sendo os mais comuns as carnes de frango, bovina e suína. Se bem que, filé suíno empanado e frito, se chamaria tonkatsu.

Friday, April 25, 2014

Eu sou eu mesma ♥

Embora eu tenha mais de uma década morando no Japão, tento conversar na língua local, estudando conversação (um dos meus pontos fracos em matéria de aprender línguas - eu "travo" na hora de conversar), uma das coisas que até hoje nunca consegui tirar, é o meu sotaque de interior. Caipira, vamos ser mais francos.

Bem, eu não tenho somente o sotaque caipira, mas alguns hábitos de gente criada no interior. Por mais que eu tenha morado em algumas cidades de contingente habitacional muitas vezes maior que a minha, eu ainda mantenho isso em mim. 

Muitos dizem que é uma característica minha e que não devo mudar, porque não adianta querer ser igual como todo mundo. Certas coisas a gente tem que mudar, tais como ser menos explosiva, menos procrastinadora, mais decidida, seus hábitos alimentares, seu estilo de vida... 

Fora o sotaque que denuncia claramente minhas origens (quem me conheceu pessoalmente, sentiu o drama), tenho, sim, hábitos de interior. Talvez sejam vários, que eu faço no meu dia a dia e nem percebo. Mas talvez um dos mais comuns seria gostar de ir muito "na cidade grande" (como a capital, Toquio e Yokohama, por exemplo), ou como disse um leitor em um dos meus posts sobre Kisarazu - "os jecas resolveram ir cidades como Toquio e Yokohama pra gastar do que os moradores destas cidades virem gastar em Kisarazu". 

Sabe, as pessoas podem falar que somos aqueles caipiras deslumbrados pela cidade grande, mas existem pessoas da cidade grande que dariam tudo por um quinhão de terra no interior. E se as pessoas querem ir tentar a sorte na capital, uma parte porque conseguiram um trabalho fixo por lá (experiência familiar - meus dois irmãos estão morando e trabalhando na capital paulista porque ambos foram convocados a trabalhar lá). Mesma coisa gente que quer tentar a sorte no exterior, ué, deixa eles quebrarem a cara lá (ou não, depende do contexto).

Um outro leitor (acho que seria o mesmo com outro nome, não sei, não posso afirmar nada, somente supondo que seja) comentou em um post que fiz sobre o bairro Mimachi Doori de Kisarazu, dizendo que meu post teria um tom de "gente que morou em Yokohama".

Assumo mesmo que morei em Yokohama, gosto muito de lá e quero voltar a morar novamente. Não estou dizendo que não gosto de Kisarazu (muito pelo contrário, estou vendo vantagens de morar aqui, só preciso explorar as demais áreas), mas sabem o que foi ter morado quase nove anos em Yokohama? A gente acaba pegando amor pela cidade, desculpem quem não acredita nisso.

Podemos morar em vários lugares, mas quando a gente acostuma com certos lugares, a gente faz de tudo pra continuar vivendo. O importante é sentir-se bem onde você está (porque teve lugar que eu tinha era vontade de chorar, largar tudo e sair correndo). Estou bem aqui? Estou, vivendo como todo mundo, trabalhando, passeando, comendo e se divertindo.

Cada um vive da forma que quiser, desde que saiba manter a ordem, educação e respeito.

Eu sempre digo a mim mesma que, mais importante de se preocupar se seu sotaque é caipira ou não, é ter controle do meu gênio - que é dos infernos e nem sei como eu me aguento -, manter a compostura, ser educada e ter bons modos.

Lembro-me de um tempo atrás que eu estava muito, mas muito mal mesmo. Pessoas que eu conhecia de um certo tempo criticando meu modo de ser - fandomicamente falando, se me entenderam - de forma indireta. Pode ser besteira? Pode, mas quando essas críticas chegam a nível pessoal, aí a coisa fica feia. Contei o episódio para uma amiga (via e-mail mesmo, por causa da distância, infelizmente) e ela prontamente me retornou: 

"Não ligue para que os outros dizem de você.  Seja você mesma e viva feliz."

Na medida do possível, vou tentando levar minha vida como eu posso. E ser uma melhor pessoa também.

Paul McCartney sempre assumiu que é de Liverpool, mesmo tendo morado décadas em Londres e Estados Unidos, ele ainda mantém o seu sotaque da região onde nasceu. "Scouse" seria gíria inglesa para os nascidos na região de Merseyside. (Paul faz parte do projeto #IAM do site Everyone Matters Day , de onde obtive a imagem)






Friday, April 18, 2014

また 会いましょう!!! (Nos encontraremos de novo!!!)

Naquela noite do dia 21 de novembro de 2013, no Tokyo Dome lotado, lembro-me que, quase no término da turnê "Out There Tour 2013 - Japan", Paul McCartney disse em japonês (com sotaque, claro) - "Nos encontraremos de novo!!!". E eu pensei "assim, espero".


Wednesday, April 16, 2014

Sakura



E' inevitável, mas toda primavera eu acabo fotografando muitas árvores com suas flores de cerejeiras (sakura). Muita gente diz que é tudo a mesma coisa, todo ano é igual. Pode ser. Mas existe algo nessas flores que nos faz atrair e ficar contemplando em silêncio, e querer passar o dia todo fazendo piquenique debaixo dessas árvores.

Rio Yanagawa, perto do parque do mesmo nome. Fica no centro da cidade de Kisarazu, indo para a estação。Quando eu passei neste trecho, algumas pessoas estavam fazendo piquenique debaixo das árvores, o famoso "hanami" (literalmente "ver as flores")


Mais cenas - pra verem como a flor de cerejeira é delicada (nota: peguei a flor que tinha caído no chão, ok?). O rio Yanagawa, que fica paralela à avenida que vai para a estação de Kisarazu. Estas eu fotografei perto da cafeteria Brazil-ya, que fica do outro lado do rio.
Fotos: da própria autora, na cidade de Kisarazu (Chiba). Detalhe inútil: todas elas foram fotografadas do celular, por isso a qualidade está aquela maravilha (sqn) e no dia que fui no Tokyo Dome, ver o artista Masaharu Fukuyama em ação.